top of page

Meditação de expansão

Confira meu texto publicado pelo @club.escreva - Escrita coletiva de abril- Arte escrita - Inspirado na obra "Expansion" de Paige Bradley



Meditação de expansão


Ao tempo em que suas raízes estão atadas à lama, ela cresce, se desenvolve, transbordando sua beleza e perfume para além da superfície, como se desejasse alcançar o céu. Essa é a flor de lótus.


Assim como ela, não podemos permitir que o lodo da culpa, da dor e do passado nos sufoque, impedindo-nos de brotar e espalhar os nossos dons a todos os que possam se beneficiar deles.


Para encarar as adversidades dos pântanos da vida, é preciso ter a sabedoria do tempo presente. Não é à toa que a posição de lótus é tão utilizada em meditações.


Diante disso, eu te convido a adotar essa postura, fechar seus olhos e respirar bem fundo.


Sinta a expansão do seu corpo, ele se renova a cada respiração consciente. Isto nada mais é do que um gesto de amor-próprio. Cada inspiração profunda é uma escolha, uma oportunidade de conexão com o universo, com o divino, com o seu interior.


Você pode estar quebrado em mil pedaços neste exato momento, ciente de que nunca mais será o mesmo. As rachaduras sempre estarão lá, como cicatrizes na alma, mas também como lembranças que te impulsionam a se transformar e evoluir.


Respire fundo mais uma vez.


Respirar é vital, é o presente do tempo presente. Que cada suspiro de vida seja uma oportunidade para completar cada um destes espaços abertos, com sua verdadeira luz. Essa, que timidamente cintila bem no meio de seu peito, agora se permite ser intensa, se dissipando por todo o seu ser, trazendo-lhe um brilho formidável.


Não se esqueça! Quando o lodo tentar te manter submerso em mágoas, lembre-se da flor imaculada. Ela desabrocha sobre a água em busca de luz e você busca a superfície para manter-se vivo, e se completa de luminosidade para florescer.


Autora: Camila Pasetto - @camilapasetto


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page