top of page

Velha palmeira

Atualizado: 3 de jun. de 2023

Confira meu texto publicado pelo @club.escreva - Escrita coletiva de julho - TROCANDO AS LENTES


Velha palmeira

A cada ano que passa maior é a minha convicção de que o dia de vocês passa muito rápido. A noite eu não sei, mas pelo que ouço também.


Observo-os sempre com pressa, sempre conectados, mas desconectados do entorno. Inclusive estou certa que você aí nem me notou. Tudo bem, isso não me entristece mais. Aprendi a apreciar a beleza dos momentos em que me notam, mesmo que para isso eu precise realizar algo para chamar atenção.


Não tenho muito o que elaborar, confesso, mas quando avisto ao longe uma, duas ou mais pessoas olhando ao redor, procurando um lugar perfeito, procuro a melhor luz e a melhor brisa para iniciar o doce balanço de meus galhos buscando atrair seus olhares.


Ao consegui-los me deleito. Dar apoio e sombra para uma leitura individual, inspirar ou compor o cenário de um artista, abrigar em minha sombra o que vocês chamam piquenique.


Ah! Piqueniques! Aprecio desde o estender da toalha, até a satisfação final de um momento bem vivido. Ouço tantas histórias, confissões, pedidos, sinto-me importante por me confiarem tantos segredos.


Sinto-me ainda mais especial quando os corpos se deitam na grama, respiram fundo e me notam verdadeiramente apreciando-me, agradecendo-me pela sombra, pela beleza, pela minha natureza. Sinto-me radiante, renovada e tenho certeza que eles se sentem da mesma forma.


Aceita um conselho desta velha Palmeira que vos fala?


Desacelere. Convide alguém para um piquenique. Permita-se apreciar sua companhia e a natureza que te cerca. Sinta-se radiante e renovado também.


Autora: Camila Pasetto @camilapasetto




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentarer


bottom of page