top of page

Tem certeza?

Confira meu texto publicado pelo @club.escreva - Escrita coletiva de dezembro- Inspirado no filme "O expresso polar"



Há tempos não escuto o clic da caneta, que soava a cada nova inspiração.


Frustrada, faço ela voar pela janela e me deito, desejando apenas me isolar num silencioso vagão.


Eis que na bruma da madrugada adentra no vazio uma menina familiar. Trazendo chocolate quente, com seu semblante doce, sorrindo com o olhar.


Senta-se ao meu lado sem dizer nada, e me entrega a bebida quente, que já no primeiro gole aquece minha alma, desatando as amarras das palavras ausentes.


Desabafo:


— Escrever não é para mim.


— Tem certeza? — ela diz e me entrega um livro.


Era o meu favorito de quando criança, “O expresso polar” de Chris Van Allsburg. O marca página dourado estava disposto no ápice da história. Onde o menino desacreditado da magia do natal, segura o guizo das renas em sua mão, chacoalha em seus ouvidos e não escuta seu som. Porém, quando fecha os olhos e diz que acredita em tudo aquilo, verdadeiramente, passa a ouvir a magia do seu tilintar.


Termino em lágrimas.


Sim! Era preciso acreditar! Como pude ser tomada pelas razões e medos adultos? De onde veio esta necessidade absurda de aprovação esquecendo minhas verdades e desejos? Precisava acreditar mais em mim, resgatar minha simplicidade, minha fé, escutar a voz da minha criança interior.


Como se lesse meus pensamentos, a menina me abraça e diz:


— É isso! Você já está me ouvindo! Agora só falta o clic da caneta.



Acordo num sobressalto, corro para o lado de fora da casa em busca da caneta atirada pela janela, e lá estava, porém, não só. Havia também um embrulho, com um bilhete dourado colado nele, no qual estava escrito ACREDITAR, APRENDER e CONFIAR. Numa empolgação de criança, rasguei toda a embalagem, e me surpreendi com um livro. Imaginei ser como o do sonho, mas ao abri-lo, surpresa. Não havia nada escrito, exceto a última pagina, onde continha uma nota de rodapé:


“Não importa o destino, o que importa é decidir embarcar!”


Não titubeei. Emocionada, escutei o clic da caneta e me deleitei a bordo daquelas páginas em branco.



🖊️Camila Pasetto @camilapasetto



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Looping

bottom of page