top of page

Que festa é essa?

Confira meu texto publicado pelo @club.escreva - Escrita coletiva de fevereiro- Carnaval sob o olhar de uma criança



Hora de dormir, e de mais um capítulo do Peter Pan. Depois que mamãe leu a história, me deu um beijo de boa noite, colocou uma coberta em mim e saiu do quarto contando que amanhã seria um dia muito divertido.


Ela saiu tão rápido que nem pude perguntar o que era. Fiquei com isso na minha cabeça, sonhando acordada com as possibilidades: parquinho, casa da vó, fazer bagunça com os meninos perdidos, me aventurar num barco pirata…


Mal fechei os olhos e o próprio Peter Pan apareceu em minha janela, me convidando para uma festa incrível que estava acontecendo na Terra do Nunca. Nem tive tempo de tirar o pijama e partimos de forma mágica por entre as estrelas.


Chegando na ilha, eu não podia acreditar. Todos os personagens dos meus livros estavam lá: fadas e fantasmas voavam por todo lado. Chapeuzinho dançava com o lobo mau. Piratas e bruxas pulavam batendo no ar suas espadas e vassouras. Heróis e vilões brincavam de trenzinho. Emilia e Sabugosa tentavam conversar mais alto que a música, tocada por crianças vestidas de animais, enquanto unicórnios dançantes jogavam para o alto pozinho de pirlimpimpim, tornando tudo mais brilhante.


Bolhas de todos os tamanhos disputavam espaço no céu e uma chuva colorida que não molhava saía das nuvens. Era lindo, mágico e pura diversão.


— Que festa é essa? — eu perguntava, mas ninguém me dava ouvidos, a música era alta demais.


Insisti algumas vezes, mas não tive resposta.


Até que por fim acordei na minha cama, com a mamãe abrindo as janelas e dizendo ser dia de carnaval no clube, onde iríamos pular, correr, nos divertir e jogar confete e serpentina pelo ar. Falou que eu podia escolher qualquer fantasia para brincar.


Achei estranha esta palavra: C.A.R.N.A.V.A.L. Mas pelas coisas que dizia que faríamos, parecia que seria legal!


Escolhi ir de fada e achei bonito ver minha mamãe de princesa e o papai de pirada. Nunca tinha visto eles tão radiantes como daquele jeito.


Chegando na festa, fiquei encantada, parecia que já tinha estado naquele lugar. O salão coberto por bolas coloridas de todos os tamanhos e muitas fitas compridas que mais pareciam chuva brilhante caindo do céu.


Quando olhei para o salão, paralisei: todos os personagens dos meus livros estavam ali, como na festa da Terra do Nunca, arremessando papéis coloridos pelo ar e se divertindo para valer!


— Ah! Então é C.A.R.N.A.V.A.L o nome dessa festa!



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page